com café

Café é o nome do Vale. Seja na boa mesa, nos especiais gourmets, orgânicos, refinados, simples, fortes, suaves, nas plantações, na vida contemporânea ou na história.

Para a descoberta sensorial do café, comece pelas cafeterias tradicionais da região. Não há nada na mente que não tenha estado os sentidos já dizia Aristóteles.   O Café, Chá, Chocolate &  CIA é um charmoso local em Mendes, saindo de uma frondosa estrada, em um pequeno simpático mall a céu aberto. Lá é um paraíso do café: por ali desfilam tortas de café, cafés especiais da região, café com licor de café do território, diversas variedades de capuccino, cafés de verão com sorvete e chantilly, sorvetes de café, barras de chocolate com café e trufas de café de fabricação própria (Spíndola Chocolates Finos)…

Programe sem falta também, um fim de tarde para o Tentaciòn Chileno em Vassouras que oferece em sua charmosa cafeteria & torteria, cafés com chantilly, capuccinos, expressos gelados com Chantilly, tortas de café…tudo com muita personalidade. É sem dúvida uma das cafeterias mais antigas e conhecidas da região.

Para levar para casa, uma dica é procurar pelo Café Mata Atlântica – Turisplan, do médico e cafeicultor Marcelo Motta, que seleciona grãos de suas plantações em diversos sítios e fazendas.

Uma inesperada cafeteria com muitos cafés criativos e especiais, brilha no Teatro Sonora, no centro de Conservatória, da artista e cantora Juliana Maia. Uaná Etê Jardim Eco Cult, dedica um de seus jardins aos cafés de genética arcaica, colhidos na floresta, e aos sábados promove o dia de cafés especiais ao som de harpa e flauta.

Não deixe de visitar as deslumbrantes cafeterias e cafezais espalhados por fazendas históricas em produção. São experiências maravilhosas que acontecem sob agendamento.  

A Fazenda Alliança com sua produção orgânica e blends com baristas na cafeteriafascina com uma experiência sofisticada de aromas e sabores novos.  O engenhoso sistema de transporte e separação de café por aquedutos, do séc XIX, complementa a visita.  

A Palmas, tem um sistema espetacular de cafés orgânicos em agrofloresta sob o comando de Sérgio Olaya, discípulo direto de Ernst Gotsch, e oferece degustações primorosas, assim como cursos de produção em agroflorestal, sob agendamento.

 A União tem uma charmosa cafeteria no cafezal, e leva ao ápice a sofisticação de degustar o café puro, com a Cerimônia do Café em canecas de barro, xícaras de porcelana ou vidro, trazendo misturas especiais de folhas aromáticas. O café vendido exclusivamente na Fazenda, é usado em consumo próprio.

A São Luiz da Boa Sorte leva você a conhecer ao lado do cafezal, o Museu do Café, o único do Vale. Aprenda o manejo e um pouco da história da planta. A fazenda oferece degustação, e seu café é servido e vendido exclusivamente no local sem comercialização externa.

Um surpreendente roteiro de muita energia para apreciar a bebida mais consumida no mundo, depois da água! Um brinde ao café! Saúde!